Reta final do prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda 2020.

O contribuinte brasileiro tem até o próximo dia 30 de junho para acertas as contas com o Leão.

Mais de 13 milhões de pessoas ainda não entregaram o documento.

Segundo balanço divulgado pela Receita Federal, os sistemas do órgão receberam, até às 11 e meia da manhã da última sexta-feira, 12 de junho, 18 milhões, 690 mil, 652 de declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física 2020.

Ou seja, pouco mais da metade dos 32 milhões de documentos esperados pelo Fisco este ano.

Lembrando que a multa para quem não entrega a declaração no período estipulado varia de 165 reais e 74 a até 20% do valor do imposto devido.

Se você tem dúvidas se precisa ou não declarar, pode consultar o site da Receita. Todas as orientações sobre a declaração estão disponíveis em receita.economia.gov.br

Mesmo com o prazo para a entrega ainda aberto – a Receita Federal já iniciou o pagamento das restituições.

O primeiro lote de revoluções foi pago no dia 29 de maio e próximo está previsto para ser liberado no dia 30 de junho, mesmo dia, portanto, em que termina o prazo para entrega da declaração.

Em julho, agosto e setembro serão pagos, respectivamente, o terceiro, quarto e quinto lotes de restituição referentes a declarações deste ano, completando, assim, a devolução a todos os contribuintes que apresentarem os documentos sem inconsistências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *