Palmeiras vacila e fica só no 1 a 1 com o Mirassol

Bastava ao Palmeiras vencer o Mirassol, lanterna do Grupo C, para garantir a classificação antecipada ao mata-mata do Paulistão com duas rodadas de antecedência.

Parecia barbada, mas a equipe reserva do alviverde não teve uma boa jornada no estádio José Campos Maia e, mesmo com um a mais desde os 9min do segundo tempo, empatou por 1 a 1.

O técnico Luiz Felipe Scolari escalou só dois atletas que costumam figurar entre os 11 principais: o beque Antônio Carlos –que virou titular após a lesão de Luan– e o atacante Borja.

Apesar da disposição (e de ter sofrido o pênalti que gerou o gol do Verdão), o colombiano foi diretamente responsável pelo fracasso do time palestrino.

Se ele estivesse com o pé calibrado, o Palmeiras certamente teria vencido a partida no interior.

Também não foram elogiados pela massa o lateral direito Mayke, o lateral esquerdo Diogo Barbosa e o atacante Felipe Pires.

O meia Moisés até mostrou precisão nos passes, mas lhe faltou imaginação. Destacaram-se apenas Lucas Lima e Zé Rafael, que fez a sua segunda partida em verde e branco.