Microsoft remove mais de 100 mil aplicativos da Windows Store

Microsoft remove 1/3 dos aplicativos disponíveis na Windows Store. A multinacional ainda não confirmou exatamente a quantidade, mas estima-se que o banimento possa atingir até 174 mil programas dos 330 mil que estavam disponíveis na semana passada na loja virtual.

 A decisão foi tomada depois de uma regra da IARC, a Coalizão Internacional de Classificação por Idade, que exigia a classificação dos programas por faixa etária.

 A suspensão ocorreria a partir de 30 de setembro, mas a Microsoft chegou a prorrogar o prazo por mais um mês antes de efetivar a medida.

 Os aplicativos removidos continuam cadastrados, mas estão invisíveis para os usuários na Windows Store.

 A empresa confirmou que os programas voltarão a aparecer na loja logo após o preenchimento dos dados classificatórios.

 Os especialistas indicam que o banimento atinge uma grande quantidade de aplicativos falsos ou produtos criados por desenvolvedores que já não atuam no mercado.