Justiça suspende rodeio em Itapita por falta de laudos de segurança

A Justiça de Itapira (SP) suspendeu a realização do Itapira Rodeio Show 2019, marcado para começar nesta quinta-feira (25) e com programação até domingo (28). Em decisão publicada às 20h04, a juíza Helia Regina Pichotano determinou que a prefeitura e o organizador se abstenham de realizar o evento até que tomem “as devidas medidas de segurança.”

A magistrada determina que os responsáveis comprovem a segurança do evento “acompanhado de laudo de vistoria da Policia Militar – inclusive em relação às arquibancadas, palcos, camarotes, barracas e estrutura física completa do evento”, sob pena de multa diária de R$ 132 mil.

Na ação, o Ministério Público (MP) aponta que não houve apresentação de laudos de propagação de chama e densidade de fumaça, bem como cita que o documento seria necessário para que a emissão do AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros).

Uma recepcionista de 35 anos que estava no recinto da festa contou que o público foi pego de surpresa com a notícia, e que a informação da suspensão correu “boca a boca”, mas não houve confusão.

“A noite de abertura tinha entrada franca, e já tinha bastante gente quando começou a circular a notícia que a juíza tinha embargado o evento. Os portões abriram às 19h. Apareceu bastante viatura, o prefeito, mas não teve confusão”, conta.

O que diz a Prefeitura?

A Prefeitura de Itapira informou, através de nota, que recebeu o comunicado sobre o cancelamento do rodeio às 20h30 desta quinta-feira e alegou que todos os documentos solicitados haviam sido apresentados aos órgãos competentes.

A administração municipal também apontou que, este ano, a organização do evento ficou sob responsabilidade de 16 entidades do município, e que estas teriam deixado o local do rodeio em ordem, como era necessário. “Todas as medidas necessárias serão providenciadas pela equipe organizadora formada pelo grupo de entidades”, destacou a nota.