Gasolina fica mais cara e chega a uma média de R$ 4,69 o litro

Preço da gasolina nas bombas volta a subir.

Semana passada, o avanço foi de quatro centavos, para uma média de quatro e 69 o litro.

A pesquisa foi feita pela Agência Nacional do Petróleo, em postos de todo o País.

Para se ter uma ideia do impacto das últimas altas nas refinarias no bolso do motorista, antes da greve dos caminhoneiros, a gasolina custava quatro e 28 o litro.

Com a paralisação, o preço médio disparou pra quatro 61.

Depois, ele sofreu uma pequena queda e, agora, já está bem acima do valor registrado logo após a greve.

Na semana passada, também houve alta do preço do álcool, que passou de dois e 83 para dois e 86 o litro.