Estado de São Paulo reduz homicídios, latrocínios e crimes patrimoniais

O Estado de São Paulo iniciou o ano de 2018 com queda no número de homicídios e latrocínios, o que permitiu que 50 vidas fossem poupadas. Em janeiro, os roubos de veículos, de cargas e a bancos também diminuíram, assim como os roubos em geral.

No primeiro mês do ano, os casos de homicídio doloso recuaram 6,76%, passando de 281 para 262 registros. Já o número de vítimas baixou 10,65% –de 310 para 277, na comparação com janeiro de 2017. Os dois indicadores têm os menores totais desde o início da série histórica, em 2001.

Com a variação dos dois indicadores, as taxas para o período de fevereiro de 2017 a janeiro de 2018 chegaram a 7,44 casos e 7,89 vítimas de homicídio doloso a cada 100 mil habitantes. Divulgadas nesta sexta-feira (23), são as menores já contabilizadas pela Secretaria da Segurança Pública (SSP).

Pela primeira vez em 18 anos, houve apenas uma ocorrência de extorsão mediante sequestro no Estado em um mês de janeiro, o que representa queda pela metade na quantidade de crimes. No primeiro mês do ano passado, foram dois casos. O único registro do mês passdo aconteceu na capital paulista.

Os estupros gerais totais subiram 15,53%, chegando a 1.034 casos no mês. Em janeiro do ano passado, foram 895 registros.

Roubos

Os roubos em geral caíram 12,47% (de 26.438 para 23.141), os roubos de carga diminuíram 12,20% (de 844 para 741) e os roubos a banco baixaram 69,23% (de 13 para quatro, o menor número da série histórica).

Com 4.530 casos no mês, os roubos de veículos tiveram queda de 23,18% – em janeiro de 2017, foram 5.897 ocorrências. O número atual é o menor desde 2008.

Latrocínios

Em janeiro, os casos de latrocínio caíram 41,03%, passando de 39 para 23 casos. Já o número de vítimas desse delito recuou 42,50%, de 40 para 23, poupando 17 vidas. Considerando os dois cenários, os indicadores estatísticos de 2018 são os menores desde 2012.

Furtos

Os furtos de veículos recuaram 2,07% em janeiro, passando de 8.453 para 8.278 registros e chegando ao menor total para a série histórica desde 2010. Já os furtos em geral ficaram praticamente estáveis no mês, passando de 42.616 para 42.673, com 57 casos a mais.

Produtividade policial

O trabalho das polícias estaduais paulistas resultou em um novo recorde no total de prisões. Em janeiro, houve aumento de 1,41% e a quantidade passou de 14.942 para 15.152, com 210 a mais. No mesmo período, 1.155 armas de fogo foram retiradas das ruas.

Janeiro também teve alta nos flagrantes de tráfico de entorpecentes: 12,18%. O total subiu de 3.997 para 4.484, chegando ao maior número da série histórica. No primeiro mês do ano, policiais apreenderam no Estado de São Paulo 7,7 toneladas de drogas.

Por: Rafael Iglesias – SSP