Começam a valer as novas regras do cheque especial

Ano novo, regras novas para o cheque especial.

Começam a valer nesta segunda-feira, dia 6 de janeiro, os novos limites de juros dessa modalidade de crédito.

As taxas, a partir de agora, não podem passar de 8% ao mês.

Mas, atenção: ao mesmo tempo em que estabeleceu o teto para a cobrança de juros, o Banco Central criou uma outra regra.

Os bancos vão poder cobrar uma tarifa mensal para disponibilizar o limite de cheque especial a seus clientes.

A cobrança será permitida para limites superiores a 500 reais.

Essa regra só vai vigorar a partir de 1 de junho, mas é bom ficar atento, pois mesmo que você não use o cheque especial, o banco poderá cobrar a taxa, se o crédito estiver a sua disposição.

Ficou estabelecido que o máximo que pode ser cobrado, por mês, é 0,25% do valor que excede os 500 reais que devem ser oferecidos de maneira gratuita.

Conforme determinação do Banco Central, os clientes precisam ser avisados da cobrança até um mês antes do início dela.

O órgão estima que 80 milhões de clientes tenham limites acima de 500 reais e todos ficarão sujeitos à cobrança.

Caso você seja um deles, pode se adiantar e pedir ao banco que diminua ou elimine o seu limite de cheque especial.

Pode também tentar negociar uma isenção da tarifa