Amparo atinge meta de vacinação contra a Pólio e Sarampo

A Campanha de Vacinação contra a Pólio e Sarampo continua em Amparo até o dia 15 de setembro.  Na manhã de terça-feira, 4/9, a Secretaria de Saúde informou que a cidade atingiu a meta de 95% de vacinação.

“Amparo está livre da Pólio e do Sarampo, com esse número. Até o dia 15 queremos chegar a 100% de vacinas, na cidade. Agradecemos a todos que colaboraram. Imprensa, população, amigos que compartilharam nas redes sociais”, disse a coordenadora da vigilância em saúde Marina Leitão David.

Para a poliomielite, as crianças que ainda não tomaram nenhuma dose da vacina na vida serão vacinadas com a Vacina Inativada Poliomielite (VIP). As crianças que já tiverem tomado uma ou mais doses receberão a gotinha (Vacina Oral Poliomielite – VOP). Em relação ao sarampo, todas as crianças devem receber uma dose da vacina tríplice viral, independente da situação vacinal. A exceção é para as que tenham sido vacinadas nos últimos trinta dias, que não necessitam de uma nova dose.

“As equipes se dedicaram ao máximo para atingirmos a meta. A imunização é sem dúvida, a melhor forma de prevenirmos as doenças. Continuaremos com essa mesma linha de trabalho para as próximas campanhas”, disse a coordenadora de vigilância epidemiológica, Vanessa Coelho.

Atualmente, o país enfrenta dois surtos de sarampo: no Amazonas que já computa 1.211 casos e 6.905 em investigação, e em Roraima, com o registro de 300 casos da doença, sendo que 70 continuam em investigação. Entre os confirmados em Roraima, 9 casos foram atendidos no Brasil e estão recebendo tratamento, mas residem na Venezuela.

Os surtos estão relacionados à importação, já que o genótipo do vírus (D8) que está circulando no país é o mesmo que circula na Venezuela, país que enfrenta um surto da doença desde 2017.  Alguns casos isolados e relacionados à importação foram identificados nos estados de São Paulo (2), Rio de Janeiro (18); Rio Grande do Sul (16); Rondônia (2), Pernambuco (2) e Pará (2). O Ministério da Saúde permanece acompanhando a situação e prestando o apoio necessário aos Estados.

Até o momento, no Brasil, foram confirmados 7 óbitos por sarampo, sendo 4 óbitos no estado de Roraima (3 em estrangeiros e 1 em brasileiro) e 3 óbitos no estado do Amazonas (todos brasileiros, sendo 2 do município de Manaus e 1 do município de Autazes). A vacinação atende crianças de 1 a 4 anos, 11 meses e 29 dias.